Cortes de 84% para segurança são preocupantes em Minas Gerais

Os números são chocantes e chegam a ser difíceis de acreditar: os investimentos nas Polícias Militar e Civil pelo Governo de Minas Gerais caíram de R$ 84,8 milhões para R$ 13,7 milhões nos primeiros sete meses de 2015, em comparação ao mesmo período do ano passado. Os dados são do Sistema Integrado de Administração Financeira de Minas Gerais (Siafi-MG).

Não é só no investimento: a situação no custeio também é grave. Comparando os mesmos períodos, os recursos destinados a policiamento ostensivo caíram de R$ 72,9 milhões em 2014 para R$ 57,4 milhões em 2015. Os dados foram publicados no Jornal Hoje em Dia.

Um levantamento da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa, publicado na Revista Viver Brasil, também apresenta números assustadores. Nos primeiros 6 meses do ano, o investimento na Polícia Militar caiu de R$ 48,3 milhões para R$ 9,7 milhões. Na Polícia Civil, segundo o mesmo levantamento, a queda foi de R$ 36,4 milhões para R$ 4 milhões.

Polícias desguarnecidas: verba para a segurança pública em Minas reduz 84%

Arte: Jornal Hoje em Dia

A falta de investimentos se soma à crise da Secretaria de Defesa Social. O secretário Bernardo Santana consegue desagradar todos os setores, os funcionários da Secretaria reclamam que a pasta está a serviço de políticos e ignora os servidores de carreira. Um subsecretário deixou o posto por excesso de interferências políticas.

Para completar, o PT agora interfere para que o Legislativo não cumpra seu papel de fiscalizar a questão da segurança. O deputado João Leite, vice-presidente da Comissão de Segurança Pública, constantemente denuncia que o governo orienta a Polícia Militar para não comparecer a audiências públicas que discutem segurança. Agora, na Assembleia, a base do governo orienta seus deputados a impedirem a aprovação de requerimentos da Comissão de Segurança Pública, como se nota no vídeo abaixo:

Alberto Lage

Alberto Lage tem 22 anos, estuda Direito na Faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais, perdeu a paciência com partido político, é fã de Dire Straits e colecionador de quadrinhos do Tio Patinhas. Está permanentemente no twitter @AlbertoLage.

Compartilhar

Comentários